Passar para o Conteúdo Principal

Pesquisar

Hoje
Máx C
Mín C
siga-nos

Camacho Costa

Camacho Costa(Odemira, 08/06/1946 - Lisboa, 01/04/2002)
Ator, com uma carreira de cerca de 30 anos repleta de teatro, cinema e poesia.

Lauro António, amigo de longa data do ator e reconhecido crítico de cinema, que comparou Camacho Costa aos grandes nomes da comédia diz: “é um cómico na tradição nacional que enraíza nos valores nacionais, como o António Silva, Vasco Santana ou Beatriz Costa em Portugal, o Toto em Itália, o Cantiflas no México ou o Fernandel em França, que são cómicos que têm a ver com o humor e situações nacionais dos seus países.” Considera que “O Camacho é um dos maiores cómicos portugueses de sempre. Mas não é só isso, é muito mais e numa aceção que o público não conhece: como declamador de poesia e como ator de peças dramáticas.

O seu primeiro papel foi no filme "Manhã Submersa", de Lauro António. Camacho Costa ganhou maior popularidade através da televisão, com os seus programas de humor "Não há pai" (transmitido em direto, em horário nobre, com público ao vivo e com a possibilidade de o público participar na ação), da série humorística "Os malucos do riso" e das participações com apontamentos humorísticos nos programas "Sic 10 Horas" e "Às duas por três".

A Câmara Municipal de Odemira atribuiu o nome de Camacho Costa ao Cineteatro Odemirense, que depois de renovado, foi inaugurado a 5 de setembro de 2005.